VOCÊ ESTÁ EM:

Vara Daiwa Fuego FG 561MHXB-BR 10-25LBS Para Carretilha


Veja mais produtos da marca: Daiwa


Mini
Mini
Mini
Mini
Mini
Por: R$ 389,40  
Esgotado
AVISE-ME QUANDO CHEGAR
Nome
E-mail

COMPARTILHE
CARACTERÍSTICAS

Modelo desenvolvido especialmente para o mercado brasileiro, com excelente design e componentes de qualidade, a vara Fuego da renomada marca Daiwa, chega para proporcionar ao pescador conforto e alto desempenho na hora da pescaria.

 

A vara Fuego conta com blank de grafite tubular de alta qualidade, passadores da renomada marca Fuji e cabo misto de cortiça e EVA.

 

Estão à disposição dos pescadores vários tamanhos e libragens de modo a atender diversas modalidades de pesca, o que garante alto desempenho na pescaria de diversas espécies de peixes esportivos, desde a pesca em pesqueiros até na pescaria dos tucunarés amazônicos e grandes dourados.

 

- Modelo: Daiwa Fuego FG 561MHXB-BR

- Para Carretilha

- Tamanho: 5"6" - 1,68m

- Linha Recomendada: 10 – 25Lbs

- Casting (Peso para Arremesso): 10 – 30g

- Ação: Média / rápida

- Secção: 01 Parte – Inteiriça

- Tamanho total do cabo: 35 cm (23 até o Reel Seat)

- Reel Seat: Daiwa

- Passadores: 8 + ponteira

- Passadores Fuji

- Material do cabo: Misto de Cortiça e EVA

- Blank: Grafite tubular de alta qualidade

- Peso Aproximado: 134g

- Fabricada na China

 

Obs: Devido as normas dos correios que não transporta volume maior que 1 metro, os pedidos de varas seguem via transportadora, podendo dessa forma demorar até 10 dias úteis.


0 de 500
Tempo aproximado de resposta: 2 horas - De segunda à sexta feira em horário comercial.
DEPARTAMENTOS DEPARTAMENTOS
PARCEIROS PARCEIROS
Banner
Banner
CONFIRA CONFIRA
Banner
Acessados CONFIRA OS PRODUTOS QUE VOCÊ ACESSOU
AVISO LEGAL A loja Serra Pesca se reserva o direito de cancelar a venda sempre que não haja disponível em estoque o produto. Qualquer pedido de compra com EXCEÇÃO para os seguintes estados: AM; MG; PR; RJ; SC e SP, ficará sujeito ao recolhimento de ICMS adicional pela SEFAZ (Secretária da Fazenda) no posto fiscal da fronteira do estado de destino, devido ao protocolo ICMS 21/2011 de 1º de Março de 2011, a SEFAZ do seu estado pode reter a(s) mercadoria(s) e exigir a guia de pagamento. O valor do imposto não está incluso no preço da(s) mercadoria(s) e deverá ser pago pelo cliente.